Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

31
Out 06

Este fim semana (sábado à noite) enquanto tomava café e trocava dois dedos de conversa com alguns amigos e amigas fiquei surpreendido, tal como as pessoas que me acompanhavam, com uma expressão que apareceu durante a amena cavaqueira, em “jeito de tese”!!! Não se falava nada de mais, apenas se comentava o facto de os homens terem a tendência de engordar após o casamento, ou da união de facto no caso do tipo da Cova do Lobo!... Mais um bocadinho de celulite para aqui mais um bocadinho de massa muscular para ali, lá se iam encontrando os resultados de tal formosura….

A determinada altura e para nosso espanto uma amiga (jovem solteira e por sinal boa rapariga) diz o seguinte: “ OH não se importem, é da maneira que elas têm mais área de prazer”.

Tal como dizia o já saudoso Fernando Pessa, “E ESTA HEIM?”, já tinham ouvido falar em tal coisa AREA DE PRAZER.

Agora só falta pedir que me definam melhor o que é AREA DE PRAZER!!!

 

Até à próxima.    

                                               Carlos Marques

 

                                                                                                                

publicado por Rui Luzes Cabral às 17:44

Aqui temos que distinguir dois tipos de prazer, à partida. O prazer que advém do corpo do outro como manifestação entusiasta das nossas emoções e o prazer vindo do sentimento. Os dois complementam-se em muitas situações, podendo acontecerem também separadamente. A ÁREA DE PRAZER aqui referida ao que tudo indica, contempla maioritariamente o prazer carnal e aí depende de cada pessoa a importância dada a tal aspecto. Se essa maior área proporcionar mais prazer a quem dela desfrute, então é uma mais valia para essa paixão ou para esse amor…
Rui Luzes Cabral a 1 de Novembro de 2006 às 20:17

Para quem gosta de bananas ou uma boa feijoada, podemos circunscrever a área de prazer ao próprio alimento? Não creio. Porque um apreciador de bananas vai preferir a banana a uma feijoada. À partida, a área física da banana é inferior à da feijoada, mas prefere-a porque sabe-lhe melhor. Concluimos, então, que a área de prazer nada tem a ver com a área fisica que proporciona o prazer. Trata-se de sensações experimentadas interiormente, em que cada um sente à sua maneira, dependendo de cada história de vida e de variados factores exteriores que possam intensificar ou enfraquecer o momento de prazer.
Sérgio Cabral a 2 de Novembro de 2006 às 13:10

neste caso aplica-se também aquele principio da qualidade em relação à quantidade!!!
Aquela dúvida filosófica... queremos muita quantidade de prazer, ou qualidade no prazer........
Nesta noites de inverno, penso que se aumentarmos a área do prazer também aumentamos o conforto e o aconchego!!
O bom penso eu é uma situação de compromisso entre estes dois factores promovendo assim qualidade na quantidade!!!
Votos de muita área de prazer para todos....... prazer no serviço aos outros, naquilo que mais precisam de uma forma altruísta e desinteressada... abraços
António Silva a 27 de Novembro de 2006 às 17:55

Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO