Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Descansem, Deus não anda longe

por Rui Luzes Cabral, em 10.09.08

Não são precisas máquinas, nem grandes teorias, nem procurar muito longe. Apesar de o acelerador de partículas não ter sido criado para provar algo relacionado com a transcendência, há sempre quem queira, em diversas circunstâncias, prová-lo através da ciência.

Por isso a comunicação social vai sempre atrás de comentários. Lança sempre o isco à água. É que a TSF foi hoje confrontar o teólogo Anselmo Borges sobre o que representa a entrada em funcionamento do mega projecto que há cerca de 30 anos anda a ser construído e pensado em território europeu (CERN). O religioso “entende que subsistirão as dúvidas relacionadas com as razões da existência de um Big Bang mesmo após as experiências desta quarta-feira com o acelerador de partículas. Mesmo assim, este estudioso mostrou-se “fascinado” com estas experiências.”
“Aí é que volta sempre a pergunta: o mundo cria-se a si mesmo, explica-se por si mesmo ou, pelo contrário, tem na sua raiz no seu fundamento, um Deus pessoal, transcendente, criador?”, questiona Anselmo Borges.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:43


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.