Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

27.08.08

Não gosto de touradas

Rui Luzes Cabral

Ou melhor dizendo, o que ainda vejo são as pegas. O touro a tentar levar a melhor sobre os seus agressores e ao mesmo tempo os rostos gélidos de quem vê, as mãos no rosto, entreabertas, a tentarem tapar os olhos na altura das cornadas. Olé…

25.08.08

COBRAS ANTI-ROUBO

Sérgio Cabral

Fecho electrónico? Imobilizador via satélite? Alarme? O curandeiro sul-africano Mbuso Makhathini não usa nada disso. Para garantir a segurança do seu Audi TT nas ruas de Durban, África do Sul, uma das cidades mais violentas do país, Makhathini utiliza duas cobras píton, segundo revela o site G1.
Baptizadas de «Pequenina» e «Malvada», as cobras constritoras, que matam ao enrolarem-se na vítima, como uma jibóia, medem cada uma cerca de 3,5 metros. «Ninguém tem coragem de entrar no meu carro», diz o curandeiro.
In IOL diário
24.08.08

A "regularidade" do Benfica

Rui Luzes Cabral

 

Começou o campeonato e o Benfica não desiludiu. A sua “regularidade” há anos que faz com que os adeptos não esperem grandes surpresas. Hoje empatamos com o Rio Ave em Vila do Conde e, para a semana, espera-nos o Porto. Parece que vamos começar a fazer contas novamente…

 

24.08.08

As horríveis marcas da guerra

Rui Luzes Cabral

É impressionante o rasto que deixa uma guerra. Há cerca de um mês (28 de Julho) li no suplemento P2 do “Público”, pág. 4 e 5, um artigo denominado “Operação última oportunidade, a caça renovada aos últimos nazis” que divulgava o que ainda se faz para capturar e levar à justiça antigos criminosos de guerra e responsáveis por muitas mortes. A notícia relatava que “as atenções estão focadas em Aribert Heim, o Dr. Morte. Mas há uma operação em curso para encontrar todos os outros colaboracionistas, idosos cada vez mais velhos, para que sejam apresentados à justiça”

Na notícia, entre outras informações, ficamos a saber que esta “operação” iniciou-se em 2002 pelo Centro Simon Wiesenthal e premeia com 25 mil dólares informadores que dêem pistas sobre o paradeiro destes nazis. Quanto a este Dr. Morte, médico das SS austríacas, terá agora 94 anos. Pelos vistos foge há mais de 60.
Mas a guerra continua imparável por esse mundo fora e, com mais ou menos intensidade, vai deixando as suas marcas que perduram por gerações, muitas vezes.
Porque não busca o Homem só a paz?
24.08.08

A pobreza também diminui

Rui Luzes Cabral

De acordo com o “Público” de 7 de Agosto, pág. 35, “a pobreza continua a diminuir no Brasil, devendo atingir no final de 2008 24,1 % nas seis principais áreas metropolitanas, face a 35% em 2003, segundo o Instituto de Pesquisa Económica Aplicada, organismo vinculado à presidência”

 

Também há pouco tempo e, em virtude de a China ter organizado os Jogos Olímpicos, veio a público de que nos últimos anos saíram da pobreza milhões de chineses. Ainda bem.

23.08.08

O QUE MERECEM ESTES ASSALTANTES?

Rui Luzes Cabral

De acordo com a página do Portugal Diário “Uma idosa de 80 anos faleceu depois de um assalto com grande violência, em Águas Belas, Ferreira do Zêzere, na noite de sexta-feira, informa a agência Lusa, que cita fonte da Guarda Nacional Republicana.

Um casal de idosos, com residência em Águas Belas, perto de Tomar, «foi assaltado por três indivíduos» que os espancaram para os roubarem, daí resultando «a morte da mulher», explicou a mesma fonte.” Ler notícia completa aqui
21.08.08

Neste caso a família fica de fora

Rui Luzes Cabral

PARA QUANDO EM PORTUGAL? Segundo notícia do IOL – Portugal Diário, “O Supremo Tribunal Federal proibiu, esta quinta-feira, por unanimidade, a contratação de parentes de políticos para cargos de todos os poderes (executivo, legislativo e judicial) e níveis de Governo (federal, estados e municípios).

 

«A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha recta, colateral ou por afinidade, até 3º grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direcção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou ainda de função gratificada da administração pública directa, indirecta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal (Brasília) e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal», referiu o tribunal.”

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Loureiro

Oliveira de Azeméis

Religião

Política

Europa

História & Património

Música

Diversos

Meteorologia

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D