Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

16.11.07

“Cheque saúde”

Rui Luzes Cabral

Ultimamente o governo criou um apoio na área da saúde oral para que mulheres grávidas, por exemplo, sejam consultadas num dentista particular. Por mim nada contra e julgo até que ainda falta fazer muito aqui, como na saúde na sua generalidade.

 

Os médicos são formados e estagiam em universidades públicas e, depois muitos deles, além do mínimo que têm de cumprir no serviço público, ganham é o seu dinheiro no privado, utilizando em certas ocasiões as instalações públicas para virem operarem.

 

Proponho que seja criado então o “cheque saúde”, desta vez a ser o Estado (cidadãos) a beneficiar dele, ou seja, todos os médicos (diversas especialidades) seriam obrigados a colaborarem de acordo com os seus rendimentos (IRS) no combate às listas de espera e no auxilio às pessoas que não encontram no serviço público a especialidade que necessitam (como a medicina dentária).

 

Este “cheque saúde” seria, nada mais, nada menos, do que algumas consultas dadas gratuitamente por toda a comunidade médica nacional nos seus consultórios particulares para ajudarem a acabar de uma vez por todas com as listas de espera, com prioridade obviamente para os mais carenciados da sociedade. Não será isto justiça e solidariedade?

15.11.07

Fim do Cartão de Eleitor

Rui Luzes Cabral

Estava difícil um governante só agora ver o óbvio e não terem já chegado a esta conclusão há décadas. Leiam a notícia:

“O Cartão de Eleitor vai acabar e os cidadãos maiores de 18 anos poderão votar apenas com o Bilhete de Identidade (BI) ou Cartão de Cidadão na área onde residam, anunciou terça-feira o ministro da Administração Interna.

Rui Pereira falava no Parlamento, onde compareceu perante a Comissão dos Assuntos Constitucionais, Liberdades e Garantias para debater as opções do Orçamento de Estado para 2008 na área da Administração Interna.

O ministro disse contar que nas próximas eleições, em 2009, o novo sistema já esteja em vigor, dado que o Governo conta apresentar no próximo semestre de 2008 a proposta de alteração da lei na Assembleia da República.

O governante explicou a alteração afirmando que não faz sentido que o recenseamento não seja automático, quando as pessoas completam 18 anos de idade.  

Poder votar decorrerá da "qualidade de cidadão", não dependendo de qualquer inscrição específica, acrescentou.

A par desta alteração, o Governo, disse Rui Pereira, está a preparar a criação do "voto em mobilidade", conhecido por voto electrónico, em que os eleitores poderão exercer o seu direito onde quer que se encontrem.”

Notícia retirada de www.expresso.pt / com Agência Lusa

 

13.11.07

É necessário mais intervenção cívica

Rui Luzes Cabral

Excepto algumas excepções, basta  percorrer por essas cidades, vilas e aldeias e constatar que a maior parte das pessoas que estão envolvidas em associações, grupos religiosos ou partidos políticos são um conjunto restrito de pessoas que muitas vezes acumulam e acumulam cargos aqui e acolá. Quem já faz muita coisa arranja sempre mais um bocadinho de tempo para “dar” à sociedade e quem nada “dá” afirma sempre que não tem tempo para essas coisas.

 

Parece que isto é condição do ser humano e não característica localizada. Lucille Ball, actriz e comediante norte-americana que viveu entre 1886 e 1915 já dizia que “se queres que determinada coisa seja feita, pede a uma pessoa atarefada que o faça. Quanto mais coisas fazes, mais coisas consegues fazer”.

12.11.07

Julgados por praxes violentas

Rui Luzes Cabral

É bom brincar, conviver, integrar. É mau quando isso se torna em maltratar, injuriar, coagir, obrigar, ofender a integridade física.

 

Já há muito que este sinal da justiça deveria ter sido dado. Nunca se deu grande relevância a alguns excessos nas praxes académicas, facto que branqueava muitos atropelos à lei e aos direitos das pessoas, neste caso aos jovens caloiros. Ainda bem que agora se decidiu julgar alguns desses excessos.

08.11.07

De roupa domingueira

Rui Luzes Cabral

 

Se existe beleza,

Alguma,

Profunda.

É ao domingo

No adro,

Na igreja,

Nas conversas,

Nos cigarros escondidos dos jovens.

E lá vem de roupa domingueira,

O Zé e o Manel,

A Maria e a Manuela.

Bicicleta,

Motorizada,

A pé

Ou de carro.

Quase muitos,

Vêm e vão,

Falam e riem.

Namoram e missionam

E depois vão ou foram então à Eucaristia.

 

22 de Fevereiro de 2000

02:58

06.11.07

Debate do orçamento de Estado para 2008 na AR

Rui Luzes Cabral
Está a decorrer o debate do orçamento de Estado para 2008 na Assembleia da República. As agências noticiosas já comentam o início do mesmo que colocou novamente frente-a-frente Sócrates e Santana Lopes. António José Teixeira acha que o debate não surpreendeu e que Santana Lopes sabe fazer melhor que o que fez, ou seja, "a montanha pariu um rato".  O Partido Socialista lá continua a sua jornada governativa sem grandes entraves e com o intuito de melhorar Portugal.
01.11.07

Hoje ao fim da tarde

Rui Luzes Cabral

 

Hoje ao fim da tarde, tirei esta foto da esplanada de um café do Areinho, quando serenamente três barcos passavam entre mim e a povoação ao fundo. Um momento de poesia sem palavras.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Loureiro

Oliveira de Azeméis

Religião

Política

Europa

História & Património

Música

Diversos

Meteorologia

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D