Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

Amor não correspondido

Há um ano foram inaugurados, com toda a pompa e circunstância, os arranjos do Largo do Faial mas não sei sinceramente o que terá levado a tamanha encenação. Não vejo que a colocação de lancil a contornar os vários recantos e a inauguração de um parque infantil com piso de areia seja realmente um evento para trazer o Sr. Ápio e o Sr. Hermínio a Loureiro. Ainda para mais, para inaugurar uma obra que está longe de estar acabada. Talvez antes das autárquicas de 2009 sejam ajardinados os canteiros onde agora crescem ervas daninhas. Se tivessem vindo dar inicio às obras de arranque do saneamento ou da segunda fase da distribuição de água. Se tivessem vindo trazer uma solução para a casa onde viveu D. Frei Caetano Brandão. Se tivessem vindo informar que estão concluídos os planos de pormenor das zonas industriais. Eu aplaudia. Mas não, pois obras de referência em Loureiro, nem vê-las. Tudo se tem resumido maioritariamente a uns alargamentos e a uns alcatroamentos pontuais. Cada vez me convenço mais que para a nossa câmara, Loureiro é “filho” ilegítimo. Tudo nesta terra se espera há décadas e quem considerar que isto é exagero da minha parte me enumere os grandes investimentos que têm sido feitos em Loureiro além do edifício da Junta de Freguesia e dos 50% da rede de água já existente. E se não existissem eleições de quatro em quatro anos, então era bem pior a situação. Os loureirenses mais cedo ou mais tarde vão punir este comportamento. Para bem de Loureiro, para bem dos loureirenses. Ou será que os autarcas PSD responsáveis por este abandono pensam que o partido ganhará aqui eternamente? É também caso para afirmar que o que se passa entre a maioria dos loureirenses e os autarcas camarários que nos têm governado é mesmo um caso de amor não correspondido. É que os votos que tão afincadamente são dados ao PSD não têm tido o retorno merecido.

Fotos tiradas em Julho de 2007

Quem espera, desespera…

 

Tenho constatado que em alguns serviços públicos em que é enviado um ofício a marcar um atendimento para uma dada hora, raramente a mesma é respeitada. Esta semana acompanhei um familiar ao centro regional da segurança social de Oliveira de Azeméis, pois tinha sido marcada por carta (a pedido da segurança social) um atendimento para as 9:45 e o atendimento só ocorreu às 11:45 horas. Mais, depois de lá chegar às 09:40 foi preciso tirar uma senha e ficar à espera para dizer que não faltaria ao atendimento. A seguir, esperar, esperar. Pergunto eu, porque é que nestes casos em que a segurança social já sabe que determinadas pessoas lá vão nesse dia, porque foi ela que os chamou, não agiliza o processo e não cumpre a hora marcada? Porque é que temos de ser sempre nós a esperar pelos organismos do Estado e o Estado nunca espera por nós, ou quando o faz, nunca nos desculpa? Quem entregar o pagamento do IVA, das contribuições da segurança social ou do IRS no dia a seguir ao prazo estipulado tem logo que pagar uma multa e juros pelo atraso e ao contrário raramente os tristes dos contribuintes são ressarcidos dos seus prejuízos.

Parte de Loureiro numa foto

 

Espero que estes terrenos assim permaneçam por muitos anos, ou seja, sem serem invadidos por construção e os seus caminhos transformados em alcatrão. Que o novo PDM reserve algumas áreas para não se hipotecar o futuro. Este é um local a meu ver intocável assim como outros que aqui apresentarei nos próximos tempos.