Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carroça Vazia

por Rui Luzes Cabral, em 01.12.06

Certa manhã, o meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele deteve-se numa clareira e depois de um pequeno silêncio perguntou-me:

- Além do cantar dos pássaros, estás a ouvir mais alguma coisa?

Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:

- Estou a ouvir o barulho de uma carroça.

- Isso mesmo, disse o meu pai, é uma carroça vazia.

Perguntei ao meu pai:

- Como é que sabes que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?

Ora, respondeu o meu pai. É muito fácil saber se uma carroça está vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que faz.

 

Tornei-me adulto e, até hoje, quando vejo uma pessoa a falar muito, a gritar (no sentido de intimidar), a tratar o próximo de forma rude e inoportuna, prepotente, interrompendo a conversa de toda a gente e, querendo demonstrar que é dona da razão e da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai a dizer: “Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz…”

Pensem nisto…

 

Nota: Texto e imagem recebidos por email. Autor: anónimo

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.