Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eduardo Lourenço diz que Portugal não passa por um momento tão grave quanto parece. O filósofo considera que, comparando com as aflições de outras partes do mundo, não é grande nem medonha a agrura do país. O cenário financeiro e a crise politica é algo que o pensador classifica de «normal» porque a democracia tem meios para desatar o nó e seguir em frente. Uma conversa sobre o presente do país, com o jornalista Ricardo Oliveira Duarte. Notícia retirada de www.tsf.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.