Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mentes como a areia

por Rui Luzes Cabral, em 10.08.10

"Até Deus está contra nós. Envia-nos calor e seca, como os americanos trouxeram o urânio empobrecido e abriram as fronteiras para deixar entrar os terroristas e garantir que não chegavam à América. Um dia, o Iraque vai ser só deserto. A Mesopotâmia verde vai tornar-se no Sara. E o deserto vai trazer extremistas. Só vai haver deserto e céu. Nenhuma beleza. Nem uma árvore. E as mentes dos que tiverem ficado vão tornar-se como a areia, que parece mole mas não se pode engolir. O Iraque vai ser um deserto de terra e pensamentos." Hamed al-Maliki, escritor e dramaturgo iraquiano, hoje no Jornal Público, pág. 14 e 15. Os dois extractos deste escritor iraquiano mostram bem o que toda a gente já sabe. A invasão do Iraque foi precipitada e feita só a pensar no petróleo que lá existe. Bush preocupado com o sofrimento do povo e falta de democracia? Não me parece. Nem tampouco armas de destruição maciça. Haja uma ONU forte e justa, com sede em África e uma Europa interventiva e defensora dos verdadeiros valores humanistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:57


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.