Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

29.06.07

Os valores da vida

Rui Luzes Cabral

Por vezes chego-me a questionar sobre os valores da vida. Parece uma coisa tão natural, mas nem sempre estamos suficientemente atentos, para a valorizar devidamente. Falo em falta de atenção porque o stress do dia-a-dia nos ocupa o tempo todo! Ainda há poucos minutos via a Grande Reportagem da SIC durante o Jornal da Noite,” que abordava o dia-a-dia do Paulo. O Paulo é um jovem com paralisia cerebral desde a hora do seu nascimento, apesar de ter algumas limitações motoras (coordenação de movimentos e fala) é uma pessoa normal, que faz uma vida normal. Apesar disso é um exemplo para a sociedade, não se acomodou no seu canto à espera da papinha! É um jovem dinâmico cheio de vontade para vencer as barreiras que vai encontrando. Tirou uma licenciatura, frequentou um mestrado e está a realizar a tese de Doutoramento no desenvolvimento de um projecto pioneiro, que poderá vir a ser implementado para apoio a pessoas com problemas de fala como ele. Hoje em dia o desejo do Paulo é continuar a fazer investigação, só que em Portugal para fazer investigação é preciso ser Professor, coisa que o Paulo tem consciência que não poderá ser devido às suas limitações na fala.

A minha pergunta/indignação entra aqui: Sendo o Paulo uma pessoa inteligente, dinâmica e com objectivos definidos, porque não (quem de direito) atribuir-lhe uma bolsa de investigação, mesmo não sendo Professor??? Porque afinal fala-se tanto em combate à exclusão social. Felizmente hoje em dia muitas famílias usufruem do rendimento mínimo garantido (merecido ou não, isso é outra questão), então porque não ajudar o Paulo, que afinal está a contribuir e muito para o enriquecimento da sociedade e impulsionador de medidas para a minimização da exclusão social.
Fica aqui o meu apelo a quem de direito e os meus sinceros parabéns ao Paulo pela forma e pela força com que encara a vida e os obstáculos que lhe vão surgindo.

Afinal a vida faz sentido.

Por vezes mais vale um minuto bem vivido do que uma vida mal vivida.


Carlos Marques

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Loureiro

Oliveira de Azeméis

Religião

Política

Europa

História & Património

Música

Diversos

Meteorologia

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D