Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



António Evangelista de Pinho

por Rui Luzes Cabral, em 30.05.07

 

No jornal da semana passada, a jornalista Gisélia Nunes de “A Voz de Azeméis” apresenta um trabalho sobre António Evangelista de Pinho, o “pai” e grande dinamizador da Associação de Solidariedade Social de Loureiro. Um homem, que ao liderar uma direcção empenhada, foi o “motor” que fez erigir uma obra de reconhecido valor para a freguesia num curto espaço de tempo. É neste campo um exemplo a seguir e demonstra que é possível com grande empenho e muito trabalho dar corpo a projectos que à partida podem parecer megalómanos para alguns. Agora a associação prepara a construção de um lar para a terceira idade, depois de se ter candidatado a um programa de apoio governamental. Dou os meus parabéns ao meu conterrâneo e amigo Sr. Pinho pela dedicação e energia devota a esta obra social.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01


5 comentários

Imagem de perfil

De Sérgio Cabral a 31.05.2007 às 21:27

O Sr. Pinho é, de facto, uma figura proeminente da nossa terra. Com a idade que tem ultrapassa em juventude, dinamismo e empreendedorismo a maior parte dos ditos jovens da nossa terra.
Parabéns Sr. Pinho pela sua solidez humana, pela obra social que deu e continua a dar a todos nós, Loureirenses!
Sem imagem de perfil

De António Silva a 01.06.2007 às 00:49

Quando passo no centro de Loureiro e deparo com a obra do Senhor Pinho fico agradado, pois sei que funciona e faz um serviço muito importante na nossa terra, combate a solidão de muita gente, sendo fonte de esperança para quem muitas vezes já não tem esperança. Parabéns!

António Silva
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.06.2007 às 09:33

Mais um “Pai” para Loureiro. Parece que, e segundo comentários que andam por aí, esta vai ser mais uma instituição onde o poder se “herda & trespassa”. Mais um caso da tão fabulosa, bem sucedida e vil formula, infinitas vezes aplicada em loureiro que mistura altruísmo com protagonismo. Não se esqueçam é que a segunda costuma comer a primeira…

Imagem de perfil

De Sérgio Cabral a 03.06.2007 às 19:48

Ser protagonista é ser o principal lutador numa batalha que empreende a favor de uma causa em que acredita verdadeiramente. É, ao mesmo tempo altruísta, quando essa causa é o outro. Por isso, vejo com muito bons olhos quem tem a coragem de ir na linha da frente na construção de sonhos bons para si e para os outros. Digo que é corajoso, porque está demasiado exposto às pedras dos que, normalmente, estão camuflados e fora do ringue sempre prontos para atacar. (“Quem de vós estiver sem pecado atire-lhe a primeira pedra” - Cf. Jo 8, 7)
O Sr. Pinho neste momento está no centro do ringue, e muitos pensam que a Associação de Solidariedade Social de Loureiro nasceu sem suor, sem medos, sem lutas. Outros pensam que todos estes anos foram de um protagonismo sem altruísmo. Não acredito que alguém realize um projecto destes só a pensar em si, na sua projecção social, e no favorecimento dos seus familiares e amigos. Nem sequer tenho legitimidade para ajuizar sobre as suas intenções mais profundas. O certo é que esta associação tem auxiliado centenas de famílias loureirenses, sendo um marco importante de desenvolvimento social para a nossa vila.
O Sr. Pinho pode e deve orgulhar-se do seu trabalho à frente desta obra.
Sem imagem de perfil

De Rui Luzes Cabral a 04.06.2007 às 16:55

Depois deste comentário do meu irmão, resta-me reforçar simplesmente que só se fala de quem faz alguma coisa. e de entre os que fazem temos de acarinhar, quem de facto, contribui para o engrandecimento de uma terra, de uma associação...
Quando criticamos temos que fazer uma análise do que é importante criticar. Não nos devemos perder em miudezas quando o essencial é de relevante valia.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.