Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

O nosso "calcanhar de Aquiles"...

É inquestionável que Oliveira de Azeméis, além de integrar o rol de concelhos que mais terá crescido nas últimas décadas, possui ainda um enorme potencial de desenvolvimento que nos pode afirmar mais, atraindo pessoas e investimento.

Estamos bem localizados, temos empresários dinâmicos e a nossa indústria, pela sua diversidade (apesar da crise) vai resistindo e, com "melhores ventos", poderá ajudar a "alavancar" o nosso desenvolvimento económico e social.

Porém, a par destes indicadores favoráveis, a falta de visão e a apatia dos sucessivos responsáveis pelo poder local permitiu que se "instalasse" entre nós um dos mais graves problemas, o qual nos tolhe (até no sentido mais real, pelo cheiro nauseabundo...) o desenvolvimento.

Infelizmente, imagens como esta são vulgares e já nem suscitam grande admiração por parte dos oliveirenses.

 

 

Passaram 9 meses das últimas eleições autárquicas (tempo para gerar um ser humano).

Para quando o "parto da solução milagrosa" tão apregoada em campanha pelo partido que (uma vez mais) ficou no poder local?

"O silêncio é ensurdecedor"...

O Tempo...

Tempo….

 

Percorrido o caminho…

Encontro o final,

Desejando não ter perdido!

Um sonho intemporal.

 

 

Reconheço que o tempo,

Não volta para trás….

E o que fica são as lembranças,

Tudo, o que recordarás!

 

 

Vai então,

Parte para outro lugar…

Sonha e ama,

Activa a chama,

Aprende a triunfar!

 

José Miguel Araújo

(Professor na Escola Profissional de Arqueologia)

A lavoura do Mundial

A lavoura do Mundial, já vai longa. Muita relva já foi plantada, cresceu e foi arrancada. Os nossos caros amigos navegadores lusitanos já voltaram para casa e, até um deles, anda preocupado com um namoro em Nova Iorque com uma namorada Russa, mas que teve um filho de uma mulher do mundo e cujo rebento se encontra algures em terras lusas. A isto se chama globalização!

Viva a Espanha que venceu a Alemanha. Nós, povo lusitano, que somos de vitórias morais e do fado, sempre nos resta o doce-amargo de termos perdido um joguito com a Espanha, provável campeã do mundo, enquanto que a Espanha também perdeu um jogo, mas com a Suiça que nem passou da fase de grupos!