Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

Últimos acontecimentos

Primeiro – A Vila Loureiro foi recentemente contemplada com dinheiro para a Junta de Freguesia e para ARCL (Associação Recreativa e Cultural de Loureiro) em protocolos assinados com o Secretário de Estado Adjunto da Administração Local, Eduardo Cabrita (ver notícia “Correio de Azeméis”). A autarquia recebe 7.425,00 € para modernização e inovação dos serviços da Junta e a ARCL 55.860,18 € para remodelação da rede eléctrica e iluminação exterior. Um bem-haja aos investimentos conseguidos.

 

Segundo - Na passada semana e conforme notícia do jornal “Correio de Azeméis” desta semana, realizou-se uma Assembleia Extraordinária da ARCL (Associação Recreativa e Cultural de Loureiro) com o ponto único de discussão a recair sobre a recente concessão do Bar a exploração. Nas semanas anteriores foi grande a “algazarra” em torno deste acontecimento. Uns contra a forma como o processo foi conduzido, outros bastante irritados, outros simplesmente a ouvir as queixas de uns e as justificações de outros  e por fim aqueles que nada disseram mas muito curiosos estavam para saber do desfecho da dita Assembleia.

Pelo lido e pelo ouvido, “a montanha pariu um rato”, como aliás era já de esperar. É que nestas coisas, a publicidade é o pior ataque. Existem sítios próprios para se confrontarem as pessoas e as instituições, na “rua” é que não. Ninguém deve deixar que o seu adversário lhe veja as cartas de trunfo.

Este é o local certo?

A foto aqui apresentada refere-se à entrada de Loureiro, quem vem do lugar de Adães (Ul). Estas terraplanagens são para a construção de uma unidade industrial/comercial para uma empresa bem conhecida de todos nós.

 

Apesar de existir uma Zona Industrial na zona da Moura que foi criada no inicio da década de oitenta, assiste-se cada vez mais a uma dispersão das empresas pela Freguesia, primeiro próximo do Largo de Alumieira junto à empresa Herculano, Alfaias Agrícolas e agora aqui. Quase que se podia dizer que é “à vontade do freguês”.

 

Qual a sua opinião sobre este tema? Deveria a Câmara Municipal daqui para a frente tentar que todas as empresas se agrupassem numa só zona, maximizando e melhorando as infra-estruturas e os acessos ou permitir várias “zonas industriais” como o que está a acontecer?

 

Informações

Hoje, Sete de Setembro - LUA CHEIA às 18 horas e 42 minutos a 11 graus em Peixes. Tempo fresco. Continua-se com as regas precisas nos milharais de regadio, até que os mesmos estejam maduros. Os milhos debulhados só devem ser recolhidos depois de bem secos, para evitar que se alterem pela fermentação. Para a debulha do milho, devem empregar-se, de preferência, os escaroladores. Continua-se com as lavouras de alqueive, para que as terras beneficiem com o arejamento e as primeiras chuvas. “Setembro molhado, figo estragado”.

Setembro vem do Latim September, porque era o 7.º mês do ano Romano.


(Retirado de O Seringador, Reportório Crítico-Jocoso e Prognóstico Diário Para 2006)

Dois extractos de um mesmo texto

1 - ”Na homilia, o pároco Nuno Pereira alertou para o facto dos cristãos deverem viver de acordo com o que está implícito nos dez mandamentos, uma vez que, estes “são, ainda, válidos e eficazes”. No entanto, os ensinamentos de Cristo não deverão ser entendidos como uma regra ou um padrão, mas sim como uma “pedagogia para a liberdade”. O cristão deve, então, praticar a justiça, vivendo “sem manchas e sem ultrajar o seu semelhante”.
O caminho para a perfeição “não pode ficar somente nas letras e nas boas intenções”. Assim sendo, “de que vale tanto rezar se no nosso coração permanecem maus pensamentos?”, interrogou o sacerdote, apelando aos cristãos que continuem a procurar e a seguir o caminho da fé, segundo o Evangelho. Ora, “não é a lei que Deus nos dá para cumprir que nos escraviza, mas sim algumas das nossas acções”, continuou o novo pastor, afirmando que “precisamos de purificar o amor ao próximo e a Deus, ao caminhar como homens e mulheres livres”. (Texto Retirado do Jornal Correio de Azeméis de 05 Setembro 2006)

 

O novo Padre que foi nomeado para Loureiro em Julho passado, rezou este Domingo (3 de Setembro) pelas 16 horas a sua primeira Eucaristia como o novo Pároco da Freguesia. No texto acima pode ler-se excertos da sua homilia que apreciei bastante. Uma mensagem profunda retirada da simplicidade dos textos bíblicos que nos leva a reflectir no papel do Católico nos dias de hoje e a ligação da sua prática religiosa ao cumprimento dos dez mandamentos. Será que no dia-a-dia estas duas realidades caminham juntas? É isso que necessitamos de retrospectivamente questionar a nós próprios…

 

Parabéns Padre Nuno Pereira!

 

Que Loureiro o saiba acolher no futuro como o fez no primeiro dia.

 

 

2 - “Os habitantes de Loureiro estão confiantes quanto à chegada do novo pároco à freguesia. A sua jovialidade é encarada como uma mais-valia para a paróquia.”

 

Esta é a primeira frase com que o Correio de Azeméis desta semana inicia a notícia da chegada do Padre Nuno Pereira à Paróquia de S. João de Loureiro. Eu assino por baixo. Sei que a “velhice é um posto” como diz o ditado mas há que dar também oportunidade aos jovens…