Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

lavoura

Este blog é um espaço de debate e partilha de opiniões. Não te esqueças que o sustento do Homem provém da lavoura. Lança a semente, cultiva-a, ela te saciará...

Fórum: Azeméis quer ser uma marca de rigor e qualidade

António Freitas de Sousa  
01/07/11 (Diário Económico)

O desemprego na região está abaixo da fasquia dos 5% e as empresas andam activamente à procura de trabalhadores.

"Hermínio Loureiro, presidente da autarquia de Oliveira de Azeméis, fez a pergunta mas já sabia que era retórica: "Alguém se lembra de ver letreiros nas fábricas a pedir colaboradores?" Ninguém no País se lembra. A não ser que seja do concelho de Oliveira de Azeméis: a região tem uma taxa de desemprego abaixo dos 5% - que compara com os 12,6% do País - divulgada "pela União dos Sindicatos de Aveiro e por isso acima de qualquer suspeita". E, concluiu, há várias empresas à procura de colaboradores para preencher vagas.

É este clima, com tudo o que lhe está a montante e a jusante, que Hermínio Loureiro, ex-secretário de Estado do Desporto, quer ver transformado numa marca - aquilo a que os técnicos chamam ‘place branding'. A estratégia é simples: agregar em torno de um produto de marketing a vontade, a qualidade e a especificidade de uma região que de alguma forma se distingue do todo nacional - absorto no desemprego, na falta de competitividade e na carência de investimento produtivo. E o Fórum Cidades de Futuro Oliveira de Azeméis em parceria com o Diário Económico consubstanciava essa estratégia.

Presente nos trabalhos, João Braz Frade (presidente da My Brand) clarificou ao que vai quem quer construir um ‘place branding': a marca territorial gera investimento, impostos, novas receitas, turismo, aumenta a competitividade regional e, por último mas não em último, "motiva os cidadãos" e inspira-lhes forças para unificar determinada sociedade em torno de um projecto."

 

 

‘Place branding'?

Contra factos não há argumentos. Esta foto mostra-nos um pequeno exemplo da pesada herança que sucessivos "governos autárquicos" nos têm vindo a deixar  na cidade.

De nada valerá argumentar que temos baixos níveis de desemprego (algo que tem dependido fundamentalmente do dinamismo do tecido empresarial) e oferecemos boas condições de vida, pois a realidade evidencia o contrário e, infelizmente, assusta e afasta quem nos visita.